Mercadona continua em expansão e abre 11 novas lojas em 2024
  • A Mercadona continua a crescer em Portugal, onde abrirá este ano 11 novas lojas, chegando a dois novos distritos, Guarda e Évora, e iniciará a operação do Bloco Logístico de Almeirim.
  • Guarda, Oliveira de Azeméis, Coimbra, Leiria, Évora, Vila Nova de Gaia, Sintra, Maia, Seixal e Barreiro são as próximas localizações dos supermercados Mercadona.
  • Em 2024 assinala-se o quinto ano desde a abertura do primeiro supermercado. Em breve, a insígnia alcançará o marco das 50 lojas em Portugal.

A Mercadona, empresa de supermercados, prossegue com o seu plano de expansão em Portugal, onde abrirá, em 2024, 11 novas lojas e chegará a mais dois distritos, Guarda e Évora, ficando assim ainda mais perto dos “Chefes” (clientes).

Guarda, Oliveira de Azeméis, Coimbra (Solum e Eiras), Leiria, Évora, Vila Nova de Gaia (Canelas), Sintra (Rio de Mouro), Maia (Moreira), Seixal (Fernão Ferro) e Barreiro (Lavradio) são as próximas localizações dos supermercados Mercadona. A empresa terminará o ano com 60 lojas abertas em território nacional.

Em 2019, a Mercadona inaugurou o seu primeiro bloco logístico na Póvoa de Varzim (Porto). Agora, prestes a completar cinco anos desde a primeira abertura em Portugal e tendo em vista dar continuidade ao seu projeto de expansão, abrirá, no segundo semestre de 2024, o Bloco Logístico de Almeirim (Santarém), o maior da empresa na Península Ibérica.

Foi a 2 de julho de 2019 que a Mercadona abriu o primeiro supermercado em Portugal, em Canidelo, Vila Nova de Gaia. A expansão continuou na região Norte nos anos que se seguiram (nos distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto e Aveiro), sendo que o ano de 2022 marcou a chegada à Área Metropolitana de Lisboa. Desde então, seguiram-se as primeiras aberturas nos distritos de Santarém, Viseu, Leiria e Coimbra. Atualmente, a Mercadona tem já uma rede de 49 supermercados em território nacional e está presente em 10 distritos.

A empresa conta já com mais de 5.000 colaboradores e as novas lojas continuam a revelar a forte aposta feita em Portugal, onde a empresa continua a criar emprego estável e de qualidade. Todas as ofertas de emprego podem ser consultadas em: Portal de Emprego.

Sempre que abre um novo supermercado, a Mercadona coloca em prática a sua política de Responsabilidade Social Empresarial através da doação de alimentos, uma das principais medidas de prevenção contra o desperdício alimentar e do compromisso que a empresa mantém com a Sociedade: partilhar parte do que dela recebe.

Assim, cada supermercado estabelece uma parceria com uma instituição social local que diariamente vai recolher os excedentes da loja. No total, em 2023, a empresa doou 1.200 toneladas de bens de primeira necessidade a mais de 70 entidades de cariz social, a partir das suas lojas portuguesas e Bloco Logístico da Póvoa de Varzim, o equivalente a 21.400 carrinhos de compras.  

Todos os meses lançamos a nossa newsletter, a qual dá a conhecer os nossos próximos eventos (almoços de empresários, torneios, seminários, conferências) e atividades formativas. Também pode consultar as notícias dos nossos associados.

Subscrição

Editamos, mensalmente, a revista Actualidad€ Economia Ibérica, a qual conta com mais de 30.000 leitores. Distribuída em ambos os países a nível empresarial, a associados e não associados e a entidades oficiais, sendo um excelente veículo de promoção.

Subscrição

A Actualidade-Economia Ibérica é uma revista mensal de informação geral, que pretende dar, através do texto e da imagem, uma ampla cobertura dos mais importantes e significativos acontecimentos nacionais e internacionais, com destaque para a atividade económico-financeira de âmbito ibérico.

A Actualidade-Economia Ibérica é independente do poder político, económico ou outros, procurando uma abordagem objetiva dos temas e de interesse para o público em geral.

A Actualidade-Economia Ibérica identifica-se com os valores da democracia pluralista e solidária e defende o pluralismo de opinião.

A Actualidade-Economia Ibérica assume o compromisso de respeitar, no exercício da sua atividade, o cumprimento rigoroso pelos princípios deontológicos e pela ética profissional dos jornalistas, assim como pela boa fé dos leitores.

A Actualidade-Economia Ibérica pauta-se pelo princípio da distinção entre informação factual e opinião, as quais devem ser claramente separadas e identificadas e repeitando sempre o princípio da boa fé.
Em vigor desde a fundação da revista, em 1971.

A única revista de informação especializada, útil e de qualidade do mercado ibérico. Um excelente veículo de comunicação e promoção no âmbito das relações empresariais.