Grupo MAPFRE obtém lucro líquido de 692 milhões de euros em 2023, mais 7,7% do que em 2022

  • Prémios cresceram para 26.917 milhões de euros, o valor mais elevado da história, e que corresponde a um aumento de 9,7%

  • Negócio em Portugal e Espanha (Ibéria) regista o maior crescimento em prémios, com um aumento de 15,8%

O Grupo MAPFRE atingiu em 2023 um valor recorde em termos de prémios, e este forte crescimento já está a ser visível na rentabilidade dos capitais próprios, que se encontra perto dos 10%.

O aumento de 9,2% das receitas consolidou a tendência dos últimos trimestres e refletiu tanto um aumento significativo do volume de negócios, como uma melhoria das receitas financeiras.

Os prémios aumentaram 9,7%, um crescimento que reflete uma melhoria geral do negócio, com aumentos de 14,6% em Vida e 8,4% em Não Vida. Portugal e Espanha (Ibéria), a América Latina e o negócio de resseguro tiveram um contributo positivo neste crescimento.  

“A MAPFRE está a superar os desafios da conjuntura atual e continua a avançar na transformação do seu negócio. Além disso, reafirma o seu compromisso com os seus acionistas, o que demonstra a solidez dos resultados e da situação financeira do Grupo”, afirmou Antonio Huertas, presidente da MAPFRE.

Portugal e Espanha (Ibéria)

Portugal e Espanha mantêm a sua sólida liderança nos principais ramos, crescendo num contexto complicado tanto em volume de prémios, como no número de clientes. Os prémios em Portugal e Espanha (Ibéria) ultrapassaram os 8.800 milhões (+15,8%), com 307 milhões de euros (+18,8%) em Portugal e 8.525 milhões em Espanha (+15,7%).

O volume de negócios do ramo Vida aumentou 1,4 vezes em relação ao ano anterior para 2.679 milhões de euros, dos quais 2.340 milhões de euros em Vida Poupança (562 milhões de euros em 2022).

Os prémios dos ramos Não Vida cresceram 7,8%, refletindo o bom desempenho do negócio de Gerais (+9,5%), impulsionado pelo ramo Empresas, Saúde e Acidentes (+8,0%).

Os prémios de Automóvel cresceram 5,3%, devido à progressiva adaptação das taxas ao contexto inflacionista. A carteira atingiu mais de 6,1 milhões de veículos seguros, com uma ligeira redução devido a medidas de seleção de riscos.

O resultado líquido ascendeu a 361 milhões de euros, dos quais Portugal contribuiu 15,4 milhões de euros e Espanha 345,7 milhões de euros.

As mais-valias líquidas realizadas tiveram um impacto de 73,5 milhões de euros (70,3 milhões de euros em 2022). O resultado inclui também o impacto positivo de 46,5 milhões de euros como consequência da arbitragem pela rutura da aliança com a Bankia (29,4 milhões de euros e 17,1 milhões de euros em Vida e Não Vida, respetivamente).

Contexto mundial

O negócio da América Latina consolidou as fortes tendências dos últimos trimestres com prémios de mais de 9.800 milhões e um resultado líquido de 373 milhões, sendo o maior contribuinte para o lucro do Grupo.

A América do Norte melhorou os seus resultados, apoiada pela atualização das tarifas.
A MAPFRE RE consolidou o seu crescimento e aumentou o seu contributo para os lucros. 

A MAWDY (assistência) continua a concentrar-se nos mercados estratégicos para o Grupo com um foco mais digital na sua atividade.

Todos os documentos oficiais da MAPFRE podem ser consultados aqui.

Todos os meses lançamos a nossa newsletter, a qual dá a conhecer os nossos próximos eventos (almoços de empresários, torneios, seminários, conferências) e atividades formativas. Também pode consultar as notícias dos nossos associados.

Subscrição

Editamos, mensalmente, a revista Actualidad€ Economia Ibérica, a qual conta com mais de 30.000 leitores. Distribuída em ambos os países a nível empresarial, a associados e não associados e a entidades oficiais, sendo um excelente veículo de promoção.

Subscrição

A Actualidade-Economia Ibérica é uma revista mensal de informação geral, que pretende dar, através do texto e da imagem, uma ampla cobertura dos mais importantes e significativos acontecimentos nacionais e internacionais, com destaque para a atividade económico-financeira de âmbito ibérico.

A Actualidade-Economia Ibérica é independente do poder político, económico ou outros, procurando uma abordagem objetiva dos temas e de interesse para o público em geral.

A Actualidade-Economia Ibérica identifica-se com os valores da democracia pluralista e solidária e defende o pluralismo de opinião.

A Actualidade-Economia Ibérica assume o compromisso de respeitar, no exercício da sua atividade, o cumprimento rigoroso pelos princípios deontológicos e pela ética profissional dos jornalistas, assim como pela boa fé dos leitores.

A Actualidade-Economia Ibérica pauta-se pelo princípio da distinção entre informação factual e opinião, as quais devem ser claramente separadas e identificadas e repeitando sempre o princípio da boa fé.
Em vigor desde a fundação da revista, em 1971.

A única revista de informação especializada, útil e de qualidade do mercado ibérico. Um excelente veículo de comunicação e promoção no âmbito das relações empresariais.